Portal Melodia

Primeiras Dificuldades

 

PRIMEIRAS DIFICULDADES

 

 

No mesmo mês de maio fomos surpreendidos pela fiscalização do Anatel e Polícia Federal que lacraram o cabo da antena. Entramos de imediato com um Mandado de Segurança na Justiça federal em Salvador e fomos contemplados com uma liminar expedida pela 5ª. Vara através da Juíza Dra Cyntia Amaral. De posse desta medida , entramos no ar e ficamos até que foi julgado improcedente o mérito da ação por nós requerida.

Realizamos diversos movimentos,Sessão na Câmara de Vereadores,Fórum Regional sobre Rádios Comunitárias,tivemos a oportunidade de trazer a Vitória da Conquista o Mizael Avelino da Rádio Favela Fm de Belo Horizonte-Mg,conhecido nacionalmente por seu trabalho realizado em prol das Rádios Comunitárias,várias reuniões  na cidade e no estado, objetivando que fosse aprovada a Lei que instiuií o Serviço de Radiodifusão Comunitária no País.As reportagens em anexo servem para ilustrar todo o trabalho que desenvolvemos para alcançar nossos objetivos.À partir de Vitória da Conquista o movimento se alastrou para todo o Estado da Bahia.Criamos a Abartc-Associação Bahiana de Rádios e TVs Comunitárias que de imediato ficou assim composta a sua Diretoria:

Presidente-Ebenezer Fagundes Ferreira  

1o.Secretário-Eduardo Pontes 

1o.Tesoureiro-Padre José Carlos

 

 

 

 

 

Finalmente em 19 de Fevereiro de 1988 foi sancionado pelo Presidente Fernando Henrique Cardoso a Lei 9.612 que instituía  o Serviço de Radiodifusão Comunitária em todo Brasil.

 

 

Demos entrada no Processo para regularização em 05 de dezembro de 1998 em Salvador-Ba e recebemos a Outorga em 21 de dezembro de 2007.

 

 

Neste período em que apesar de termos pedido a regularização efetiva da emissora fomos muito perseguidos aqui na cidade.Creio que devido à grande audiência e isso incomodou em especial.Fomos muito perseguidos por um radialista de uma emissora da cidade que em determinados momentos passou dos limites.

Fomos caluniados, injuriados, isto porque ele se achava o detentor de toda a verdade e não conhecedor do movimento forte que se espalhava por todo Brasil como um meio de democratizar as comunicações.Nunca foi questionado o caráter moral das outorgas concedidas no passado de modo político e que beneficiou alguns em detrimento da maioria que sempre quis se fazer ouvir.Este radialista se prestou a esse papel de tentar desestabilizar todo este projeto comunitário.Fez de tudo, denunciou ,ridicularizou,mentiu,enganou, pensando somente em se beneficiar, ou seja, achando ele que todo a comunicação de Conquista tem que ser ele,passar por ele.Este enfim é o nosso sentimento, podemos até estar errado e consertar parte desta história mais adiante.


 

Publicidade