Todo ramo de negócio é lícito para o crente?

Todo ramo de negócio é lícito para o crente?

 

Um ouvinte comum:

Eu não vejo com bons olhos o comércio de carros usados por quem não tem uma empresa, porque sempre há problemas com esses carros, e muitas pessoas que fazem essas vendas fogem da responsabilidade por problemas surgidos. E isso, em muitos casos, dá briga, e até processo na justiça, o que eu creio que não é correto para o servo do Senhor. O que os debatedores dizem sobre este caso?

1 – O crente deve suportar um prejuízo nesse negócio para não sujar o seu nome e o do evangelho?

2 – Uma oportunidade perdida de evangelizar pode ser recuperada?

3 – O estilo de vida atual estimula mais a pessoa ser honesta ou ser rica?

Deixe seu comentário

Please enter your name.
Please enter comment.